Perfil e indicadores

Histórico

O Programa de Pós-Graduação em Engenharia Ambiental (ProAmb) desenvolve pesquisas com enfoque multidisciplinar e interdisciplinar sobre a qualidade dos recursos hídricos; técnicas para a disposição e tratamento de resíduos sólidos e efluentes líquidos; bem como sobre gestão ambiental, licenciamento e avaliação de impacto.

O curso de Mestrado do ProAmb teve início em 2001 e está credenciado pela Capes desde o final de 2003. O curso de Doutorado em Engenharia Ambiental foi aprovado pela CAPES em dezembro de 2011. 

Visando otimizar a utilização dos recursos humanos e materiais disponíveis na Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), o Programa de Pós-Graduação em Engenharia Ambiental conta com a participação de professores pertencentes a vários Departamentos da UFOP e está vinculado diretamente à Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (PROPP).

Considerando a vocação industrial do Estado de Minas Gerais e a localização da UFOP, o Programa de Pós-Graduação em Engenharia Ambiental tem como vocação natural a abordagem de temas ligados ao controle ambiental nas indústrias metalúrgica (ferro, aço, alumínio), de mineração e química (têxtil, cimento, entre outras) bem como os arranjos produtivos locais do Estado (móveis, pedra sabão). Destaca-se também o monitoramento ambiental das bacias hidrográficas nas quais estas atividades industriais estão inseridas (principalmente da Bacia do Rio Doce e Rio das Velhas), em consonância com a atuação de alguns docentes do Programa em comitês de bacia hidrográfica da região; e a alguns projetos em conjunto com o Instituto Mineiro de Gestão das Água (IGAM) no âmbito do Programa Águas de Minas.

O ProAmb manteve a nota 5 na última avaliação quadrienal da CAPES (2017), o que demonstra que o ProAmb continua entre os melhores programas de pós-graduação na área de engenharia ambiental do país.

As pessoas envolvidas no programas (docentes, discentes e técnico-admninistrativos em educação) estão trabalhando arduamente para melhorarem ainda mais os indicadores do programa e conquista o conceito 6 na Capes na próxima avaliação quadrienal.

 

Objetivos

O objetivo do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Ambiental é oferecer formação sólida, em nível de Mestrado e Doutorado, em Engenharia Ambiental.

Ao final do curso de Mestrado, espera-se que os recém-titulados sejam capazes de reconhecer, investigar e propor soluções holísticas para problemas técnicos e administrativos relacionados à Engenharia Ambiental, decorrentes de diversas atividades, públicas e privadas, domésticas e industriais.

Ao fim do curso de Doutorado, espera-se dos egressos o desenvolvimento de competência técnico-profissional em nível avançado, para exercer atividades nas áreas de Meio Ambiente, Recursos Hídricos e Tecnologias Ambientais em empresas públicas e privadas, bem como a capacidade para atuar em pesquisa básica ou aplicada, gerando e contribuindo para o avanço do conhecimento na área de Engenharia Ambiental.

 

Áreas de Concentração e linhas de pesquisa

O ProAmb tem três áreas de concentração, a saber: Tecnologias Ambientais, Meio Ambiente e Recursos Hídricos. A área de Tecnologias Ambientais é a área que possui maior número de linhas de pesquisas e docentes atuantes. A área de Meio Ambiente e a área de Recursos Hídricos incluem linhas de pesquisas que incluem abodagens metodológicas mistas, envolvendo métodos quanti e qualitativos. Para mais detalhes sobre as área, favor consultar os perfis dos docentes.

areasconcentracao

DADOS BÁSICOS DE CREDENCIAMENTO
ENGENHARIA AMBIENTAL
Coordenador(a): APARECIDA BARBOSA MAGESTE
Nome do programa em inglês: ENVIRONMENTAL ENGINEERING
Código Capes: 32007019011P0
Áreas Básica: ENGENHARIA SANITÁRIA (30700000)
Área de Avaliação da Capes: ENGENHARIAS 1

 

 

 

 

 

 

PRINCIPAIS NÚMEROS E INDICADORES
NÚMERO DE DOCENTES 15 PERMANENTES E 03 COLABORADORES
BOLSISTAS DE PRODUTIVIDADE CNPQ 05
DISSERTAÇÕES DEFENDIDAS 219
TESES DEFENDIDAS 05
ANOS DE ATIVIDADE 18
CONCEITO CAPES (2017) 5